Buscar
  • Lilian Sguillar

O poder do ozônio no tratamento do pé diabético

Atualizado: Jun 17

Hoje, no Brasil, existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa 6,9% da população - e o número não para de crescer. Em alguns casos, o diagnóstico é demorado, favorecendo o aparecimento de complicações. Uma delas, é o pé diabético, que acontece quando o paciente desenvolve uma ferida ou úlcera depois de se machucar ou ter uma infecção.



Como o tratamento com ozônio tem efeitos antioxidantes e anti bacterianos, pode otimizar o metabolismo celular, ajudando na cicatrização desse tipo de úlcera. Também possui propriedades antissépticas, que proporcionam oxigenação e aceleram a reparação dos tecidos.

Além disso, proporciona o aumento da irrigação sanguínea, e é indicado para as demais doenças vasculares de pernas e pés. Alta eficácia e baixo custo são as premissas dos tratamentos com ozônio.

Existem inúmeros estudos sobre os benefícios do ozônio, como os relatados pela Revista Médica de Minas Gerais e na Revista Espanhola de Ozonioterapia.

Para ficar em dia sobre os tratamentos que disponibilizamos por aqui, siga nosso perfil no Instagram!


10 visualizações